O Mapa de Portugal - Rui Miguel Branco
Estado, Território e Poder no Portugal de Oitocentos
Edição/reimpressão:
2003
Páginas:
200
Editor:
Livros Horizonte
ISBN:
9789722412513
Idioma:
Português
10%
10%
€22,21
€19,99
Ganhe €2,22
Esgotado ou não disponível.
ALERTA - avisar-me por e-mail quando novamente disponível
 

Sinopse

O conhecimento do território é uma necessidade intrínseca das sociedades, representando uma inexpugnável mais valia para a acção do Homem. Os objectivos, forma e importância desse conhecimento foram evoluindo ao longo do tempo com a transformação da civilização humana. Inicialmente, havia um claro domínio dos objectivos relacionados com a sobrevivência e segurança que, posteriormente, com a consolidação das sociedades e seu subsequente desenvolvimento, se alargaram a outros domínios mais importantes como os da organização e desenvolvimento.
Hoje, como nos primórdios da civilização, o conhecimento do território é uma necessidade vital da Sociedade, através dele torna-se possível agir de forma articulada, programar e ajustar as intervenções de acordo com os interesses do progresso e da salvaguarda dos valores naturais e do bem estar, presente e futuro, das populações. Ou seja, conhecer o território é, sem dúvida, um dos passos chave para o desenvolvimento sustentável.

O território, reflexo da evolução da Sociedade, foi-se complexificando, sendo que o processo da sua representação, naturalmente, desde há muito que deixou de ser obra individual e desagregada, para ser executado de forma sistemática e programada, por estruturas de apoio adequadas.

Em Portugal, país de longa tradição no processo de produção cartográfica, sempre se assumiu a importância da existência de estruturas organizacionais de apoio a esta actividade - modernas e adaptadas às necessidades da Sociedade, tendo ao longo do tempo sido criadas e adaptadas as estruturas do Estado dedicadas a este sector. No contexto da última reorganização, efectuada em 2002, foi criado o Instituto Geográfico Português, mas o facto de ter sido recentemente criado, não significa que não tenha herdado um extenso e valioso passado no que se refere à Informação Geográfica em Portugal, pois resultou da fusão de dois anteriores organismos da administração pública portuguesa: o CNIG e o IPCC (ex-IGC).

O Instituto Geográfico Português tem por missão exercer a função de autoridade nacional de cartografia, produzir informação geográfica oficial, desenvolver e coordenar o Sistema Nacional de Informação Geográfica, bem como promover a investigação nos domínios das ciências e tecnologias de informação geográfica.

Foi com grande prazer que acolhemos esta iniciativa do Dr. Rui Branco a qual muito contribui para o conhecimento da obra da cartografia Portuguesa. Este esforço de investigação que culminou com uma dissertação de mestrado defendida com sucesso na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, mostra-nos como desde há muito a cartografia é reconhecida como um elemento fundamental para o conhecimento do território e a construção do Estado. Embora o seu trabalho se centre no âmbito do Séc. XIX, as suas reflexões não deixam de ser pertinentes no contexto actual.

Portugal, país de larga tradição na cartografia tem hoje os grandes desafios de empreender a cobertura do seu território com uma cartografia 1/10.000 e de executar o seu cadastro predial. Estes dois instrumentos fundamentais, cuja coordenação de execução está a cargo do Instituto Geográfico Português, se foram fundamentais durante o Séc. XIX para a governação do país, mais o são hoje em dia em virtude do acelerado ritmo de todas as transformações da sociedade, as quais têm significativas implicações territoriais.

Por tudo isto, felicitamos, uma vez mais o Dr. Rui Branco por esta importante obra e pela sua oportuna abordagem no tempo sobre as quetões do território e convidamos a comunidade científica e o público interessado a descobrir, estudar e investigar o vasto acervo do IGP ainda por descobrir e ao mesmo tempo tão bem documentado aqui nesta obra de referência.

Prof. Rui Pedro Julião (IGP)
do Prefácio
O Mapa de Portugal de Rui Miguel Branco

comentários

Coloque aqui o seu comentário - O Mapa de Portugal
Nome:
Título do comentário
Comentário
 
 
 
 
 
* campos de preenchimento obrigatório
 

Características

O Mapa de Portugal de Rui Miguel Branco

Ano de edição ou reimpressão: 2003

Editor: Livros Horizonte

Idioma: Português

Dimensões: 168 x 238 x 25 mm

Encadernação: Capa mole

Páginas: 200

Coleção: Horizonte Histórico


Tipo de Produto: Livro

Classificação Temática:

Livros em Português
História > História de Portugal


O Mapa de Portugal
 
" />

Do mesmo autor

Veja outros titulos do tema

A Reforma Agrária em Portugal 1974-1976
António Barreto 
Nuno Severiano Teixeira 
Ricardo Raimundo 
Preços, descontos e ofertas válidos apenas online
|   Condições gerais de venda   |   Compras 100% seguras   |   Política de Privacidade   |   Ajuda    |   Recrutamento   |
©2013 Grupo Bertrand Círculo. Todos os direitos reservados, Lisboa, Portugal