Mongólia - Bernardo Carvalho
Edição/reimpressão:
2003
Páginas:
244
Editor:
Cotovia
ISBN:
9789727950720
Idioma:
Português
10%
€14,00
Ganhe €1,4
Em stock - Envio imediato
 

Sinopse

A exemplo dos relatos de aventura do século XIX e do início do século XX — fossem eles jornalísticos, como o da célebre expedição de Stanley à procura de Livingstone, no coração da África, ou ficcionais, como o da busca de Marlow pelo misterioso Kurtz, n’O coração das trevas, de Joseph Conrad —, neste romance um homem também precisa de encontrar outro: um diplomata brasileiro recém-chegado à China é enviado, contra a sua vontade, aos confins da Mongólia em busca de um jovem fotógrafo desaparecido um ano antes nos montes Altai.
"Mongólia" é ao mesmo tempo relato de viagem e ficção, numa espécie de diálogo que se estabelece entre o diário deixado pelo desaparecido e aquele que escreve o diplomata encarregado de encontrá-lo, como se só pudessem avançar sobre as próprias palavras. Relatam o contacto com os nómadas no deserto de Gobi e nas estepes mongóis; a vida dos tsaatan, criadores de renas, na fronteira com a Rússia, e a dos criadores de camelos no deserto de Sharga; o encontro com um cantor difónico, com um improvável monge budista e com um falcoeiro cazaque. Mostram um povo que exercita o misticismo como quem descobre a liberdade depois de setenta anos sob o jugo de uma ditadura comunista. Um país em que a memória se perdeu pelo uso da força, e a imaginação, antes cerceada, toma agora o lugar da memória, confundindo-se com as condições mais extremas da realidade.
Nos seus diários, o desaparecido e o diplomata revelam a dificuldade de se relacionar com o que não conhecem. Expõem os seus preconceitos e limites, enquanto um segue à procura do outro, ora desconfiados ora iludidos, condenados a ver uma realidade que deve muito à sua própria imaginação e desejos, assombrados por histórias que parecem auto-reproduzir-se e cuja veracidade já não podem provar a não ser com a própria perdição. Histórias que os levam a embrenhar-se num mundo que não compreendem, um labirinto sem paredes. E, conforme um se aproxima do outro, nesse confronto entre Ocidente e Oriente, também a narrativa parece encaminhar-se para uma integração impossível entre modos diferentes de ser e pensar, num esforço para resgatar o que foi separado na origem, o que se perdeu e só poderá ser encontrado no terreno da ficção.
Mongólia de Bernardo Carvalho

comentários

Coloque aqui o seu comentário - Mongólia
Nome:
Título do comentário
Comentário
 
 
 
 
 
* campos de preenchimento obrigatório
 

Autor


Bernardo Carvalho (n. 1960, Rio de Janeiro) é jornalista e autor de, entre outros, Aberração (contos), Teatro (romance), Nove noites (romance, prémios PT e Machado de Assis, da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro) e Mongólia (romance, prémio Jabuti e APCA). É considerado o mais original escritor brasileiro dos anos 90. Traduzida já para mais de dez idiomas, a sua escrita depurada, urbana e cerebral, em que nada é o que aparenta ser, agarra o leitor como um (...)

Bibliografia

2016
GECKO PRESS
2015
Quetzal Editores
2014
Book Island Ltd
2013
FULL CIRCLE EDITIONS LTD
2011
OQO PT

Características

Mongólia de Bernardo Carvalho

Ano de edição ou reimpressão: 2003

Editor: Cotovia

Idioma: Português

Dimensões: 128 x 203 x 16 mm

Encadernação: Capa mole

Páginas: 244


Tipo de Produto: Livro

Classificação Temática:

Livros em Português
Literatura > Romance


Mongólia
 

Do mesmo autor

Bernardo Carvalho 
Bernardo Carvalho 
Bernardo Carvalho 

Veja outros titulos do tema

Afonso Noite-Luar 
Lesley Pearse 
Preços, descontos e ofertas válidos apenas online
|   Condições gerais de venda   |   Compras 100% seguras   |   Política de Privacidade   |   Ajuda    |   Recrutamento   |
©2013 Grupo Bertrand Círculo. Todos os direitos reservados, Lisboa, Portugal