Mandriões no Vale Fértil - Albert Cossery
Edição/reimpressão:
1999
Páginas:
220
Editor:
Antígona
ISBN:
9789726081234
Idioma:
Português
10%
€15,00
Ganhe €1,5
Em stock - Envio imediato
 

Sinopse

«Se o mundo se transformou numa coisa mal-humorada, isso deve-se sem dúvida ao facto de agora ser preciso muito dinheiro para viver. A vida é muito simples mas tudo conspira para a tornar complicada. É quando nos vemos livres da ambição do dinheiro, do orgulho ou do poder que a vida se revela formidável.» (Albert Cossery) Por que razão deverá uma pessoa trabalhar, podendo evitá-lo? É nesta interrogação oriental que se alicerça toda a obra de Cossery. Mandriões no Vale Fértil (1947), esgotado há vários anos, é o romance em que o autor dedica ao seu tema predilecto - o ódio sarcástico ao trabalho - uma maior amplitude filosófica. A mandriice, longe de ser um defeito, é cultivada como uma flor rara e preciosa pelas personagens deste livro. Numa vivenda a pedir obras, nos arredores de uma grande cidade egípcia, mora uma família singular: um ancião, os seus três filhos e um tio que ali encontrou refúgio depois de ter delapidado toda a fortuna. Convictos de que o trabalho engendra apenas a desordem e a desgraça, descobrem que manter a doce sonolência que reina em casa é, afinal, uma árdua tarefa.
Mandriões no Vale Fértil de Albert Cossery

comentários

A arte de não fazer nada
A arte de nada fazer é um tema transversal a toda a obra de Albert Cossery, que pouco publicou ao longo da sua carreira, fazendo justiça à sua apologia ao ócio. Neste livro, uma abastada e preguiçosa família, vê a sua estabilidade abalada quando o patriarca decide casar, pondo em risco os herdeiros que se vêem desesperadamente confrontados com hipótese de ter que vir trabalhar.
Joyce Lopes - Livreira Bertrand Alma Shopping | 30-04-17
Coloque aqui o seu comentário - Mandriões no Vale Fértil
Nome:
Título do comentário
Comentário
 
 
 
 
 
* campos de preenchimento obrigatório
 

Autor


Autor traduzido em várias línguas e premiado em França, Albert Cossery (1913-2008) nasceu no Cairo e, até à sua morte, viveu num quarto de hotel em Paris. Escritor egípcio de língua francesa, amigo de Albert Camus, Lawrence Durrell e Henry Miller, publicou oito títulos apenas. Um livro de oito em oito anos, uma linha por semana, eis uma média que este adepto da indolência sempre fez questão de não ultrapassar. Cossery é um profeta do prazer e da preguiça, e as suas personagens, quase sempre oriundas das camadas socialmente marginais do Cairo, são apesar disso solares – a ausência de esperança é nelas o contrário do (...)

Bibliografia

2013
NEW DIRECTIONS PUBLISHING CORPORATION
2013
JOELLE LOSFELD
2013
PEPITAS DE CALABAZA
2012
NEW DIRECTIONS PUBLISHING CORPORATION
2011
PEPITAS DE CALABAZA
2009
FUTUROPOLIS
2005
JOELLE LOSFELD

Características

Mandriões no Vale Fértil de Albert Cossery

Ano de edição ou reimpressão: 1999

Editor: Antígona

Idioma: Português

Dimensões: 128 x 208 x 14 mm

Encadernação: Capa mole

Páginas: 220


Tipo de Produto: Livro

Classificação Temática:

Livros em Português
Literatura > Romance


Mandriões no Vale Fértil
 

Do mesmo autor

Albert Cossery 
Albert Cossery 

Veja outros titulos do tema

Livro 3 da Trilogia do Lótus
José Rodrigues dos Santos 
Afonso Noite-Luar 
Preços, descontos e ofertas válidos apenas online
|   Condições gerais de venda   |   Compras 100% seguras   |   Política de Privacidade   |   Ajuda    |   Recrutamento   |
©2013 Grupo Bertrand Círculo. Todos os direitos reservados, Lisboa, Portugal