Escravos e Libertos no Brasil Colonial - A. J. R. Russell-Wood
Edição/reimpressão:
2005
Páginas:
472
Editor:
Civilização Brasileira
ISBN:
9788520006269
Idioma:
Português do Brasil, Português
10%
€25,44
Ganhe €2,54
Envio até 10 dias
 

Sinopse

O trabalho do professor A. J. R. Russell-Wood é o resultado de uma vida dedicada aos estudos sobre o Brasil, que fizeram com que ele se tornasse o que os americanos chamam de "brasilianista". Ser brasilianista é pesquisar e publicar sobre o Brasil, mas também conhecer o país e sua história a fundo. É falar português, conviver com o mundo universitário, passar meses sendo visto trabalhando em silêncio nos arquivos. É colaborar na formação de novos pesquisadores, fazer amigos e trocar idéias. Mais que tudo, é escrever sobre temas que mesmo concebidos distante de nossa realidade trazem à tona questões que são importantes para nós aqui. Ser brasilianista é escrever sobre o Brasil e também ser lido pelos brasileiros.
Com Escravos e Libertos no Brasil Colonial, o professor oferece ao leitor brasileiro a preciosa oportunidade de conhecer uma obra que já é um marco na historiografia da escravidão no Brasil. Publicado originalmente em 1967, o objetivo inicial de Russel-Wood era oferecer com o livro uma nova abordagem da escravidão no país, analisando a condição dos negros escravos de forma clara e sincera. Em 1714, a capital do Brasil, na época o Rio de Janeiro, foi descrita pelo engenheiro francês François Froger como uma "Nova Guiné", com 95% de indivíduos de ascendência africana. Os europeus não eram estranhos à instituição da escravatura, mas a situação dos escravos negros no Brasil causava-lhes muitas vezes perplexidade, nojo e compaixão. Condenavam as lojas cheias de escravos nus de ambos os sexos, expostos à venda como animais e se perguntavam como os portugueses conseguiam conciliar tamanha barbaridade com o catolicismo, que professavam com tanta ostentação. Assim como o estilo de vida permissivo e luxuoso da aristocracia dos fazendeiros, a dura realidade dos escravos no país foi vista e retratada por inúmeros estrangeiros - além de François Froger, o mineralogista inglês John Mawe, o engenheiro de Luís XIV, Amédée François, e o geólogo alemão W. L. von Eschwege, apresentaram suas opiniões sobre o assunto. A disparidade entre a situação dos ricos e as condições de vida do escravo foi inclusive resumida por Frézier num único objeto: o palanquim. Ou seja, a cadeirinha na qual os cidadãos mais importantes eram transportados por escravos pelas ruas do Brasil colonial. Um símbolo da distância entre escravos e libertos, negros e brancos.
Escravos e Libertos no Brasil Colonial de A. J. R. Russell-Wood

comentários

Coloque aqui o seu comentário - Escravos e Libertos no Brasil Colonial
Nome:
Título do comentário
Comentário
 
 
 
 
 
* campos de preenchimento obrigatório
 

Características

Escravos e Libertos no Brasil Colonial de A. J. R. Russell-Wood

Ano de edição ou reimpressão: 2005

Editor: Civilização Brasileira

Idioma: Português do Brasil, Português

Dimensões: 157 x 227 x 40 mm

Encadernação: Capa mole

Páginas: 472


Tipo de Produto: Livro

Classificação Temática:

Livros em Português
História > História do Brasil


Escravos e Libertos no Brasil Colonial
 

Do mesmo autor

1415-1808 - O mundo em movimento
A. J. R. Russell-Wood 
A. J. R. Russell-Wood 

Veja outros titulos do tema

Laurentino Gomes 
Laurentino Gomes 
Laurentino Gomes 
Preços, descontos e ofertas válidos apenas online
|   Condições gerais de venda   |   Compras 100% seguras   |   Política de Privacidade   |   Ajuda    |   Recrutamento   |
©2013 Grupo Bertrand Círculo. Todos os direitos reservados, Lisboa, Portugal