Ciência & Humanismo - Hélder Machado
Novo Paradigma da Relação Médico Doente
Edição/reimpressão:
2003
Páginas:
464
Editor:
Edições Almedina
ISBN:
9789724019390
Idioma:
Português
10%
€32,00
Ganhe €3,2
Em stock - Envio imediato
 

Sinopse

PREFÁCIO
A prática médica esteve, durante séculos, alicerçada na arte de ouvir e examinar o homem doente, como fundamento único da terapêutica aconselhada.
A extremamente limitada eficácia da terapêutica medicamentosa, a escassez dos meios auxiliares de diagnóstico, a limitada capacidade da cirurgia, condicionavam um comportamento médico baseado essencialmente no exame e interrogatório apertados, num conhecimento cada vez, maior do doente, para melhor saber apoiá-lo na "travessia" da doença.
O médico curava pela sua simples presença.
A progressiva passagem da arte médica para a ciência médica, possível pelo enorme desenvolvimento das tecnologias, das ciências biológicas, das terapêuticas médicas eficazes, das cirurgias cada vez mais seguras, provocou, sobretudo desde os meados do Séc. XX, uma diminuição da importância diagnostica desta prática de ouvir e examinar, a favor da utilização de toda uma parafernália de ''métodos auxiliares de diagnóstico ". A medicina clinica tornou-se, assim, muito mais eficaz, mas, também, mais distante do seu doente, esquecida tantas vezes que a doença faz sempre parte do ser humano que a sofre.
Passou a ser "científica" e a desenvolver-se num universo tão próprio e estranho, que só os iniciados conheciam a sua linguagem e os seus sinais. O doente, esse, cada vez mais, era um sujeito passivo, sem "direitos" e sem vontade, nas mãos da ciência, sempre mais eficaz, mas menos compadecida.
"Não há doenças há doentes" foi grito tantas vezes em vão repetido nestes últimos cinquenta anos, contra uma medicina mais dirigida para a cura da doença do que para o tratamento do doente.
Curiosamente, foi ainda a própria ciência que veio criar condições para que o doente voltasse a estar no centro da atenção clínica, quando fez da informação e sua técnica, um campo da ciência.
A informática, ao tornar infinita a memória, ao ser capaz de guardar e catalogar uma multiplicidade de dados informatizados que podem ser consultados, comparados, cruzados e avaliados em fracção de segundo, veio possibilitar a transformação de uma história contada, em dados analisáveis e permitir a recuperação do valor da história clínica e das informações nela contida.
As novas tecnologias de tratamento da informação, o estudo e codificação de sinais, as novas técnicas de relacionamento interpessoal, a mundialização e permuta das experiências realizadas no domínio das novas abordagens do diálogo, vieram tornar obrigatório o regresso à impecável colheita da história da doença e da história do doente, voltando este, como outrora, a ser parte da equipa que o trata.
Se quisermos resumir numa frase este presente-futuro da prática clínica, diríamos que ele assenta no "registo clínico informatizado" a que o autor confere distinto pendor humanístico, graças a uma simbologia prática e original.
O livro convida a integrar conhecimentos, a desenvolver aptidões e atitudes, dando relevo à génese do raciocínio clínico e à melhor forma de tolerar a incerteza. Leva à reflexão profunda sobre o papel dos conflitos como razão oculta de múltiplos pedidos de ajuda no ambulatório. Enquanto esses pedidos não forem convenientemente interpretados corre-se o risco de perder tempo e desbaratar recursos. De facto, a ajuda a prestar a esses doentes, a começar pela prevenção, ultrapassa o esquema clássico de prestação de cuidados.
Foi o reconhecimento destes factos que levaram o Prof. Hélder Machado a elaborar, com uma capacidade e persistência notáveis, esta obra didáctica, indispensável para estudantes e médicos jovens que queiram fazer clínica. O Prof. Hélder Machado é licenciado pela Faculdade de Medicina de Lisboa, com longos anos de especialização e pós graduação na Universidade Mc Gill no Canadá onde foi docente da Faculdade de Medicina. Seguiu depois a carreira hospitalar no Hospital de Santo António, no Porto, onde é Chefe de Serviço, Director do Departamento de Medicina Familiar e Catedrático Convidado regente da cadeira de Medicina Familiar. Desenvolve apaixonadamente nesta obra temas que considero da maior actualidade. Para além da sua carreira clínica, hospitalar e docente, o Prof. Hélder Machado foi um dos consultores da elaboração da legislação que criou a carreira médica de Clínica Geral em 1982, foi o primeiro coordenador, durante anos, do Internato de Clínica Geral na área do Instituto de Clínica Geral da Zona Norte do qual foi Director e desde a década de 90 que faz parte de uma equipa internacional que estuda a universalização de um programa de informatização do "Processo Clínico".
É de sublinhar a dedicação que presta à docência e o papel preponderante que tem desempenhado na revisão de conteúdos curriculares da licenciatura em Medicina do ICBAS/HGSA.
Pela primeira vez, julgo eu, têm os médicos e os alunos de medicina à sua disposição um excelente livro de estudo, que os orienta e ajuda a integrarem-se no grande movimento mundial de informatização a par de uma prática clínica exigente e criteriosa em que a "pessoa" é a primeira referência. Espero que beneficiem de todos os ensinamentos que ele contém.

Paulo Mendo

ÍNDICE
Prefácio
Introdução

A - Sinais
A falsa porta de Mehu
1. A Ficha Global, registo personalizado
2. A sinalética do comportamento. Saúde mental
3. A entrevista médico/doente
4. A informação em Medicina
Sinergias da iconografia com o registo electrónico
5. A ética, os registos electrónicos e a telemedicina
A medicina no limiar do século XXI
6. A Ficha Global aplicado à economia da saúde
7. Proto-self, self autobiográfico e core-self
8. De Galileu às neurociências

B - Análise de decisão. Gestão do conhecimento médico Diagrama
1. Gestão do conhecimento médico.
PSi versus SOMA 2
2. A aplicação do raciocínio
3. A operacionalidade do raciocínio clínico.
A primeira fase - o enquadramento
4. Abdução - Geração de hipóteses
5. Prova e Evidência (Dedução e Indução)
6. Sistematização
7. Integração
8. Plano - terapêutica
9. Experimentar a doença crónica
10. Formas de experimentar a doença crónica
O impacto das doenças crónicas. Modelo de gestão

C - O papel dos conflitos
O papel dos conflitos
1. Elaboração de conflitos
2. A preocupação com o corpo
Introdução à etnologia
Saber Trás-os-Montes. A Saúde, a Doença e a Cura
3. O trabalho
4. Perda, isolamento
5. A adolescência. A rotura com o imaginário

D - A Reforma Curricular da Licenciatura em Medicina
1. Modelos de ensino
2. Contribuição para a reforma do ensino curricular da licenciatura em medicina
3. Presente e futuro
4. Preparação de reuniões. Guia de Facilitação
Anexo. Autoavaliação
5. Estratégias em saúde
6. Epílogo

Ciência & Humanismo de Hélder Machado

comentários

Coloque aqui o seu comentário - Ciência & Humanismo
Nome:
Título do comentário
Comentário
 
 
 
 
 
* campos de preenchimento obrigatório
 

Características

Ciência & Humanismo de Hélder Machado

Ano de edição ou reimpressão: 2003

Editor: Edições Almedina

Idioma: Português

Dimensões: 170 x 241 x 24 mm

Encadernação: Capa mole

Páginas: 464


Tipo de Produto: Livro

Classificação Temática:

Livros em Português
Ciências Sociais e Humanas > Sociologia
Medicina > Medicina Geral


Ciência & Humanismo
 

Do mesmo autor

Veja outros titulos do tema

Memórias de Uma Família e de uma Sociedade em Crise
J.D. Vance 
O Caso de Penedos (Mértola)
Orlando Manuel Fonseca Pereira 
Preços, descontos e ofertas válidos apenas online
|   Condições gerais de venda   |   Compras 100% seguras   |   Política de Privacidade   |   Ajuda    |   Recrutamento   |
©2013 Grupo Bertrand Círculo. Todos os direitos reservados, Lisboa, Portugal