Cartas ao Futuro - Um Exercício de Cidadania - Vítor Sevilhano
Edição/reimpressão:
2005
Páginas:
156
Editor:
Monitor
ISBN:
9789729413636
Idioma:
Português
10%
€17,16
Ganhe €1,72
Em stock - Envio imediato
 

Sinopse

O propósito deste livro é ser um contributo para os jovens que hoje iniciam uma vida profissional activa e para todos aqueles que querem viver numa SOCIEDADE COM VALORES E PRINCÍPIOS SÃOS E CORRECTOS, que constituam códigos de conduta, portadores de previsibilidade nas relações interpessoais, em particular nas empresas e outras instituições.
Pretende ainda deixar EXEMPLOS E IDEIAS PARA PENSAR NUMA CARREIRA PROFISSIONAL e REFERÊNCIAS A PERSONALIDADES que pelo exemplo da forma como viveram a sua vida e dos seus feitos possam servir de padrão inspirador para o futuro.
Neste sentido, o livro inclui testemunhos das seguintes personalidades: António Correia de Campos, António Martins, António Sousa Gomes, Belmiro de Azevedo, Felipe Prosper, Jaime d'Almeida, José Romão de Sousa, Luís Mira Amaral, Miguel Angel Gallo, Michel Montebello e Nuno Caldeira da Silva.
O livro contém ainda um Modelo de Competências e Valores que pode ficar como referencial e inspiração para todos aqueles que têm responsabilidades na gestão de empresas ou de políticas.

Cartas ao Futuro - Um Exercício de Cidadania de Vítor Sevilhano
Excerto

Uma preocupação de pai quanto ao futuro dos seus filhos e uma preocupação enquanto cidadão quanto ao rumo e futuro do seu país e instituições, foram as razões próximas para abraçar esta obra colectiva. A ideia de escrever este livro surgiu-me num momento muito particular da situação política nacional, da vida das empresas e do estado de saúde da sociedade. Do ponto de vista político coincidiu com o período pós-demissão do Eng.º António Guterres, de primeiro-ministro, de vigência do governo do Dr. Durão Barroso, com algumas demissões de ministros, por razões de natureza ética (Isaltino de Morais, Martins da Cruz, Pedro Lince), com o desenrolar de processos judiciais como o "Caso Moderna", "Casa Pia", "Apito Dourado" e de início do governo do Dr. Santana Lopes, com todas as vicissitudes que acompanharam a sua tomada de posse. Do ponto de vista empresarial coincide com o anúncio, a nível internacional, de uma série de situações graves em grandes empresas, Enrom, Worldcom, Vivendi, Parmalat e a nível nacional de um debate sobre a distinção entre Governo e Direcção (Governance e Management), e o cumprimento das Responsabilidades Sociais, tendente à implantação de boas práticas a nível da Alta Direcção das empresas. No tocante ao estado de saúde da sociedade portuguesa e internacional dos nossos dias, a crescente insegurança e incerteza, o problema do ensino, da justiça, do tipo de programação lançada pelos media na sua cruzada pela conquista de audiências, a todo o custo, a falta de civismo, cuja prova mais dramática, se encontra no número de vítimas de acidentes rodoviários, são algumas das questões que pautam e influenciam a nossa vida quotidiana. Com aquelas preocupações e esta envolvente deve ser entendido o propósito deste livro, o qual pretende ser uma forma de intervenção cívica de um cidadão sem actividade político partidária mas atento e preocupado com o rumo das instituições, das empresas e das relações interpessoais na sociedade dos nossos dias. Em suma, uma forma de exercermos o nosso direito e dever de Cidadania. Pretende ser um contributo para os jovens que hoje iniciam uma vida profissional activa e para todos aqueles que querem viver numa sociedade com Valores e Princípios sãos e correctos, que constituam códigos de conduta éticos, portadores de previsibilidade nas relações interpessoais, em particular nas empresas e outras instituições. Pretende ainda deixar exemplos e ideias para pensar numa carreira profissional e referências a personalidades que, pelo exemplo da forma como viveram a sua vida e dos seus feitos possam servir de padrão inspirador para o futuro. A estrutura do livro percebe-se ao ler a carta convite que endereçámos a um conjunto de personalidades (ver secção anterior, Prefácio e Agradecimentos) e que consta do anexo. Assim, no capítulo 1, apresentamos o resumo, por nós elaborado, do legado futuro das 11 personalidades que connosco colaboraram na obra, sobre: ? CARREIRA ? VALORES E COMPETÊNCIAS ? CIDADÃOS FONTES DE INSPIRAÇÃO.
No capítulo 2, por ordem alfabética e tal qual, isto é, sem qualquer edição, o contributo que cada personalidade convidada fez o especial favor de nos remeter, de modo a permitir ao leitor a oportunidade de apreciar a história, o percurso e a opinião de cada um. O Capítulo 3 apresenta uma breve nota curricular de todos os que participaram neste livro. O capítulo 4 encerra algumas reflexões últimas e poderia considerar-se a nossa síntese das sínteses, os nossos "recados" finais. Para quem gosta de começar a ler os livros pelo fim e ir direito às conclusões, esta é uma possibilidade. Neste Capítulo, para além de revisitarmos a síntese das opiniões sobre Carreira, ousamos construir um Modelo de Competências que consolida as opiniões dos gestores convidados sobre Valores e Competências, com as características emergentes dos Role Models escolhidos. Por último, para os mais interessados nestes temas, em Perdidos e Achados, um arrolamento de referências bibliográficas para leituras adicionais.



Uma preocupação de pai quanto ao futuro dos seus filhos e uma preocupação enquanto cidadão quanto ao rumo e futuro do seu país e instituições, foram as razões próximas para abraçar esta obra colectiva. A ideia de escrever este livro surgiu-me num momento muito particular da situação política nacional, da vida das empresas e do estado de saúde da sociedade. Do ponto de vista político coincidiu com o período pós-demissão do Eng.º António Guterres, de primeiro-ministro, de vigência do governo do Dr. Durão Barroso, com algumas demissões de ministros, por razões de natureza ética (Isaltino de Morais, Martins da Cruz, Pedro Lince), com o desenrolar de processos judiciais como o "Caso Moderna", "Casa Pia", "Apito Dourado" e de início do governo do Dr. Santana Lopes, com todas as vicissitudes que acompanharam a sua tomada de posse. Do ponto de vista empresarial coincide com o anúncio, a nível internacional, de uma série de situações graves em grandes empresas, Enrom, Worldcom, Vivendi, Parmalat e a nível nacional de um debate sobre a distinção entre Governo e Direcção (Governance e Management), e o cumprimento das Responsabilidades Sociais, tendente à implantação de boas práticas a nível da Alta Direcção das empresas. No tocante ao estado de saúde da sociedade portuguesa e internacional dos nossos dias, a crescente insegurança e incerteza, o problema do ensino, da justiça, do tipo de programação lançada pelos media na sua cruzada pela conquista de audiências, a todo o custo, a falta de civismo, cuja prova mais dramática, se encontra no número de vítimas de acidentes rodoviários, são algumas das questões que pautam e influenciam a nossa vida quotidiana. Com aquelas preocupações e esta envolvente deve ser entendido o propósito deste livro, o qual pretende ser uma forma de intervenção cívica de um cidadão sem actividade político partidária mas atento e preocupado com o rumo das instituições, das empresas e das relações interpessoais na sociedade dos nossos dias. Em suma, uma forma de exercermos o nosso direito e dever de Cidadania. Pretende ser um contributo para os jovens que hoje iniciam uma vida profissional activa e para todos aqueles que querem viver numa sociedade com Valores e Princípios sãos e correctos, que constituam códigos de conduta éticos, portadores de previsibilidade nas relações interpessoais, em particular nas empresas e outras instituições. Pretende ainda deixar exemplos e ideias para pensar numa carreira profissional e referências a personalidades que, pelo exemplo da forma como viveram a sua vida e dos seus feitos possam servir de padrão inspirador para o futuro. A estrutura do livro percebe-se ao ler a carta convite que endereçámos a um conjunto de personalidades (ver secção anterior, Prefácio e Agradecimentos) e que consta do anexo. Assim, no capítulo 1, apresentamos o resumo, por nós elaborado, do legado futuro das 11 personalidades que connosco colaboraram na obra, sobre: ? CARREIRA ? VALORES E COMPETÊNCIAS ? CIDADÃOS FONTES DE INSPIRAÇÃO.
No capítulo 2, por ordem alfabética e tal qual, isto é, sem qualquer edição, o contributo que cada personalidade convidada fez o especial favor de nos remeter, de modo a permitir ao leitor a oportunidade de apreciar a história, o percurso e a opinião de cada um. O Capítulo 3 apresenta uma breve nota curricular de todos os que participaram neste livro. O capítulo 4 encerra algumas reflexões últimas e poderia considerar-se a nossa síntese das sínteses, os nossos "recados" finais. Para quem gosta de começar a ler os livros pelo fim e ir direito às conclusões, esta é uma possibilidade. Neste Capítulo, para além de revisitarmos a síntese das opiniões sobre Carreira, ousamos construir um Modelo de Competências que consolida as opiniões dos gestores convidados sobre Valores e Competências, com as características emergentes dos Role Models escolhidos. Por último, para os mais interessados nestes temas, em Perdidos e Achados, um arrolamento de referências bibliográficas para leituras adicionais.

comentários

Coloque aqui o seu comentário - Cartas ao Futuro - Um Exercício de Cidadania
Nome:
Título do comentário
Comentário
 
 
 
 
 
* campos de preenchimento obrigatório
 

Autor


Vítor Sevilhano nasceu em Lisboa em 1950. Especialista nos domínios da Gestão Estratégica, Gestão da Mudança, Liderança e Desenvolvimento Organizativo, é licenciado em Finanças pelo Instituto Superior de Economia. É certificado pelo INSEAD, pela Manchester Business School, pelo Henley College e pela Linkage International. Actualmente exerce a sua actividade de consultoria no Laboratório da Formação, SA., empresa de que é fundador e accionista maioritário. Foi fundador e Administrador da Iberconsult e formador em gestão no CIFAG tendo ainda ocupado os cargos de Administrador da Dragapor, Administrador do Instituto Nacional de Saúde, Director do Gabinete de Desenvolvimento Organizacional e de R.H. do Grupo Portugal Telecom e docente universitário no ISCTE e na Faculdade de Economia da Universidade Nova de

(...)

Características

Cartas ao Futuro - Um Exercício de Cidadania de Vítor Sevilhano

Ano de edição ou reimpressão: 2005

Editor: Monitor

Idioma: Português

Dimensões: 162 x 235 x 13 mm

Páginas: 156

Coleção: Investimentos e Organização


Tipo de Produto: Livro

Classificação Temática:

Livros em Português
Gestão > Gestão e Organização


Cartas ao Futuro - Um Exercício de Cidadania
 

Do mesmo autor

Veja outros titulos do tema

Escolhidos e apresentados por Honoré de Balzac
Napoleão Bonaparte 
John P. Kotter 
Seis Fatores para o Sucesso
Luís Sítima 
Preços, descontos e ofertas válidos apenas online
|   Condições gerais de venda   |   Compras 100% seguras   |   Política de Privacidade   |   Ajuda    |   Recrutamento   |
©2013 Grupo Bertrand Círculo. Todos os direitos reservados, Lisboa, Portugal