Água Pesada - Martin Amis
Edição/reimpressão:
2000
Páginas:
232
Editor:
Editorial Teorema
ISBN:
9789726953814
Idioma:
Português
20%
€15,90
Ganhe €3,18
Esgotado ou não disponível.
ALERTA - avisar-me por e-mail quando novamente disponível
 

Sinopse

Colectânea de nove contos, escritos entre 1976 e 1997, "Água Pesada e Outras Histórias" é o segundo título de Martin Amis publicado pela Teorema, que no ano passado nos trouxera o romance "O Comboio da Noite". Escritor polémico, com a vida privada atirada na última década para as páginas dos jornais, acusado de vaidoso e misógino , o filho de Kingsley Amis é, sem dúvidas, um dos melhores escritores de língua inglesa da actualidade Os contos deste livro abordam os temas recorrentes da obra de Amis (a sexualidade, o mundo literário e das artes, a rivalidade entre os homens ...), plenos de surpresa, imaginação, inteligência e de humor corrosivo. Recortes de imprensa: «Quando a imaginação se alia a uma técnica apurada, o resultado pode ser explosivo. É o caso. Embora sabendo que a adjectivação (em particular a superlativa) não é coisa bem vista no mundo das letras, arrisco a escrever que "Água Pesada", o livro do inglês Martin Amis - nove contos escritos entre 1976 e 1997 -, é genial. « (...) Se a imaginação de Martin Amis não carece de prova, a sua técnica muito menos. Irrepreensível nos diálogos, intocável na maneira como consegue iludir um registo linear - como é o da escrita -, obrigando-o à simultaneidade ou a outros jogos temporais de eficácia tremenda, inteligente nos cortes, nos recomeços, nas ligações, o escritor inglês faz estilhaçar a ordem previsível, reorganizando os seus fragmentos de maneira irónica, quase perversa. «(...) Perante o irrecusável talento daquele que alguns classificaram como o "enfant terrible" da literatura inglesa e outros o Mick Jagger das letras, que importância poderão ter os "fait divers" escritos a seu propósito? O homem tem talento, essa é que é essa. Os livros são bons.» Ana Cristina Leonardo, Expresso, Cartaz, 19.02.2000 «As personagens de Martin Amis são narcisistas, gabarolas, cheias de vícios e parte integrante de uma sociedade desregrada que vai buscar muitos dos seus códigos ao universo MTV e da cultura Pop. (Em 1995, o grupo pop Blur nomeou-o "inspirador" oficial da banda). Num mundo escatológico e ansioso, ele está atento à maneira de falar da gente da rua, à sua capacidade de invenção, agressividade sardónica e desprezo pelas convenções, ao mesmo tempo que mistura a influência do seu meio , o da inteligentsia britânica. « Neste momento, o escritor, considerado o mais representativo da sua geração, tem em comum com o pai a glória de ser uma espécie de consciência de época. Kingsley foi um dos "angry young men"; Martin é o arauto da decadência e desregramento dos anos oitenta e noventa. Ambos utilizam o humor como arma; Martin faz rir convulsivamente e nada do que escreve é "politicamente correcto". Repetidamente, afirma que a perda da inocência e os falhanços são o seu tema favorito e que o sucesso é assunto para ser tratado por Jackie Collins, não por ele.» Helena Vasconcelos, revista(livros), O Independente, 6.02.2000
Água Pesada de Martin Amis
Críticas de imprensa

«Quando a imaginação se alia a uma técnica apurada, o resultado pode ser explosivo. É o caso. Embora sabendo que a adjectivação (em particular a superlativa) não é coisa bem vista no mundo das letras, arrisco a escrever que "Água Pesada", o livro do inglês Martin Amis - nove contos escritos entre 1976 e 1997 -, é genial. « (...) Se a imaginação de Martin Amis não carece de prova, a sua técnica muito menos. Irrepreensível nos diálogos, intocável na maneira como consegue iludir um registo linear - como é o da escrita -, obrigando-o à simultaneidade ou a outros jogos temporais de eficácia tremenda, inteligente nos cortes, nos recomeços, nas ligações, o escritor inglês faz estilhaçar a ordem previsível, reorganizando os seus fragmentos de maneira irónica, quase perversa. «(...) Perante o irrecusável talento daquele que alguns classificaram como o "enfant terrible" da literatura inglesa e outros o Mick Jagger das letras, que importância poderão ter os "fait divers" escritos a seu propósito? O homem tem talento, essa é que é essa. Os livros são bons.» Ana Cristina Leonardo, Expresso, Cartaz, 19.02.2000

«As personagens de Martin Amis são narcisistas, gabarolas, cheias de vícios e parte integrante de uma sociedade desregrada que vai buscar muitos dos seus códigos ao universo MTV e da cultura Pop. (Em 1995, o grupo pop Blur nomeou-o "inspirador" oficial da banda). Num mundo escatológico e ansioso, ele está atento à maneira de falar da gente da rua, à sua capacidade de invenção, agressividade sardónica e desprezo pelas convenções, ao mesmo tempo que mistura a influência do seu meio , o da inteligentsia britânica. « Neste momento, o escritor, considerado o mais representativo da sua geração, tem em comum com o pai a glória de ser uma espécie de consciência de época. Kingsley foi um dos "angry young men"; Martin é o arauto da decadência e desregramento dos anos oitenta e noventa. Ambos utilizam o humor como arma; Martin faz rir convulsivamente e nada do que escreve é "politicamente correcto". Repetidamente, afirma que a perda da inocência e os falhanços são o seu tema favorito e que o sucesso é assunto para ser tratado por Jackie Collins, não por ele.» Helena Vasconcelos, revista(livros), O Independente, 6.02.2000

comentários

Coloque aqui o seu comentário - Água Pesada
Nome:
Título do comentário
Comentário
 
 
 
 
 
* campos de preenchimento obrigatório
 

Autor


Martin Amis é um dos autores britânicos mais importantes da atualidade. Nasceu no sul do País de Gales em 1940, filho de Kingsley Amis.
A matéria-prima dos seus romances radica no absurdo da condição pós-moderna e nos excessos do capitalismo tardio das sociedades ocidentais; e o seu inconfundível estilo (identificável mesmo antes de chegar ao primeiro ponto final) é compulsivo e terrivelmente vívido.
Saul Bellow, Vladimir Nabokov e James Joyce são as suas grandes referências literárias. Por outro lado, influenciou uma nova geração de romancistas, como Wiil Self ou Zadie (...)
Bellow, Nabokov, Hitchens, Travolta, Trump. Essays And Reportage, 1986-2016
de: Martin Amis 
Bellow, Nabokov, Hitchens, Travolta, Trump. Essays And Reportage, 1986-2016
de: Martin Amis 
ou A Natureza da Ofensa
de: Martin Amis 

Bibliografia

2017
Random House Children's Publishers UK
2017
Vintage Publishing
2017
Quetzal Editores
2016
Quetzal Editores
2015
ANAGRAMA
2015
ANAGRAMA

Características

Água Pesada de Martin Amis

Ano de edição ou reimpressão: 2000

Editor: Editorial Teorema

Idioma: Português

Dimensões: 170 x 240 x 15 mm

Encadernação: Capa mole

Páginas: 232


Tipo de Produto: Livro

Classificação Temática:

Livros em Português
Literatura > Romance


Água Pesada
 
«As personagens de Martin Amis são narcisistas, gabarolas, cheias de vícios e parte integrante de uma sociedade desregrada que vai buscar muitos dos seus códigos ao universo MTV e da cultura Pop. (Em 1995, o grupo pop Blur nomeou-o "inspirador" oficial da banda). Num mundo escatológico e ansioso, ele está atento à maneira de falar da gente da rua, à sua capacidade de invenção, agressividade sardónica e desprezo pelas convenções, ao mesmo tempo que mistura a influência do seu meio , o da inteligentsia britânica. « Neste momento, o escritor, considerado o mais representativo da sua geração, tem em comum com o pai a glória de ser uma espécie de consciência de época. Kingsley foi um dos "angry young men"; Martin é o arauto da decadência e desregramento dos anos oitenta e noventa. Ambos utilizam o humor como arma; Martin faz rir convulsivamente e nada do que escreve é "politicamente correcto". Repetidamente, afirma que a perda da inocência e os falhanços são o seu tema favorito e que o sucesso é assunto para ser tratado por Jackie Collins, não por ele.» Helena Vasconcelos, revista(livros), O Independente, 6.02.2000

Colectânea de nove contos, escritos entre 1976 e 1997, "Água Pesada e Outras Histórias" é o segundo título de Martin Amis publicado pela Teorema,..." />

Do mesmo autor

Bellow, Nabokov, Hitchens, Travolta, Trump. Essays And Reportage, 1986-2016
Martin Amis 
Bellow, Nabokov, Hitchens, Travolta, Trump. Essays And Reportage, 1986-2016
Martin Amis 
Martin Amis 

Veja outros titulos do tema

Afonso Noite-Luar 
Livro 3 da Trilogia do Lótus
José Rodrigues dos Santos 
Preços, descontos e ofertas válidos apenas online
|   Condições gerais de venda   |   Compras 100% seguras   |   Política de Privacidade   |   Ajuda    |   Recrutamento   |
©2013 Grupo Bertrand Círculo. Todos os direitos reservados, Lisboa, Portugal