Tertúlias Feministas | Raízes Negras

02/12/2021 às 08h30

Tertúlias feministas | Raízes negras
Com Lúcia Vicente

 

Partindo do livro Raízes Negras, discutiremos nesta Tertúlia Feminista temas tão importantes como o racismo, o colorismo, a escravatura e descobriremos a vida de pessoas negras admiráveis que lutaram pelos seus sonhos e mudaram o mundo. Por que não falam os manuais escolares de Amílcar Cabral ou de Lilica Boal? Quem foi Ida B. Wells e que importância teve para a História das mulheres? Que feito incrível alcançou o bailarino negro Marcelino Sambé? Estas e outras perguntas serão respondidas nesta Tertúlia.

Programa:

  • Porque é importante falar sobre pessoas negras admiráveis?
  • Conceitos básicos e de desconstrução do Raízes Negras:
    • Racismo
    • Racismo reverso
    • Escravo e pessoa escravizada
    • Colorismo
  • A função da História e a necessidade de a rever e descolonizar
  • Pessoas negras admiráveis:
    • Ida B. Wells
    • Josephine Baker
    • James Baldwin
    • Amílcar Cabral
    • Angela Davis
    • Maya Angelou
    • Marcelino Sambé
  • Discussão Final
  • Bibliografia recomendada

 



Sobre a formadora: Lúcia Vicente nasceu em outubro de 1979, à beira da Ria Formosa, em Faro, numa família cheia de mulheres. Foi a primeira desse núcleo a concluir uma licenciatura. Cedo se questionou sobre o papel da mulher na sociedade e por que razão os livros de História nunca mencionavam mulheres. Em 1995, criou, juntamente com um grupo de amigos, o coletivo feminista MUPI (Mulheres Unidas Pela Igualdade), e dedicou-se ao ativismo feminista em adolescente. Em 1997, foge rumo a Lisboa, onde se licenciou em História e História Cultural e das Mentalidades na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. Em 2007, ingressa no mestrado de Estudos de Género da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, que nunca o terminou por diferenças ideológicas e de pensamentos históricos inultrapassáveis: teimava em olhar a História das Mulheres através dos olhos das mulheres e não pela lente dos Homens. Em 2018 publicou o seu primeiro livro feminista para crianças: Portuguesas com M Grande – os livros de princesas sempre lhe provocaram urticária. Feminismo de A a Ser é o seu segundo livro e, recentemente, publicou Raízes Negras.

Data: 02 de dezembro, das 19h30 às 22h30
Participação: 15,00 €
Inscrição: bit.ly/raízesnegras

ONLINE