Bertrand.pt - As Cadeias Fisiológicas- A Cadeia Visceral: Tórax, Garganta E Boca

As Cadeias Fisiológicas- A Cadeia Visceral: Tórax, Garganta E Boca (eBook)

Descrição E Tratamento

de Michele Busquet-Vanderheyden 

idioma: Português do Brasil
Editor: Método Busquet
Edição: maio de 2020
10%
11,99€
Poupe 1,20€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Disponibilidade Imediata
Ebook para ADE

A análise das cadeias fisiológicas dá grande importância às repercussões das tensões viscerais sobre a estática do homem.A cadeia visceral foi estudada primeiramente na região da cavidade abdominal e pélvica. Seguindo a mesma lógica, empreendemos o presente estudo sobre os efeitos das tensões viscerais, desta vez na região da cavidade torácica e da garganta.Ao descrever anatomicamente essas duas regiões específicas, nós destacaremos os efeitos:-de contiguidade conteúdo-contentor entre o sistema visceral e o sistema musculoesquelético,-de continuidade da cadeia visceral entre as cavidades pélvica-abdominal-torácica-garganta e boca.Como no caso da esfera abdominopelviana, a relação anatômica entre contentor e conteúdo no caso do tórax depende do tecido conjuntivo. Esse tecido é denominado pleura e pericárdio. Eles têm as mesmas propriedades do peritônio e são, como ele, uma membrana serosa.A pleura e o pericárdio estabelecem uma continuidade tissular entre os órgãos torácicos e sua cavidade musculoesquelética.Essa continuidade tissular é admitida de modo empírico quando se diagnostica tradicionalmente:-um tórax enfisematoso-um tórax asmático.A asma e o enfisema apresentam a peculiaridade de serem patologias crônicas, isto é, que se instalam de modo durável e governam a relação conteúdo-contentor sem aparecer como causas diretas de suas eventuais disfunções.Todos os profissionais já observaram pacientes que, depois de apresentarem problemas pulmonares e cardíacos, podem vir à consulta em virtude de dores nas regiões dorsal, cervical, nos ombros, no esterno, nos músculos intercostais, etc. Assim, mesmo que o paciente não cite nenhum traumatismo diretamente associado à dor sentida, ele muitas vezes teve anteriormente uma disfunção respiratória e/ou cardíaca (bronquite, broncopneumopatia, pleurisia, infarto, valvulopatia, etc.). Embora o agente patogênico tenha sido tratado medicamente, a organização das cadeias musculares foi transformada, adaptando a relação conteúdo-contentor tendo como prioridade o conforto. As tensões internas "inscritas" no tecido conjuntivo irão exprimir-se no tecido musculoesquelético em razão das conexões anatômicas das diferentes estruturas circundantes. Dessa forma, a estática modifica-se de maneira coerente. Essas adaptações posturais são feitas com modulações na programação das cadeias. Observe-se que elas adotam um funcionamento estático. A fisiologia não é mais respeitada integralmente. Observa-se a instalação metódica de dores crônicas, de disfunções, de deformações programadas no decorrer do tempo.

As Cadeias Fisiológicas- A Cadeia Visceral: Tórax, Garganta E Boca
Descrição E Tratamento
de Michele Busquet-Vanderheyden 
ISBN: 9788593941054 Ano de edição: 05-2020 Editor: Método Busquet Idioma: Português do Brasil Páginas: 381 Tipo de Produto: eBook Formato: ePUB i Classificação Temática: eBooks  >  eBooks em Português  >  Ensino e Educação  >  Teorias Educacionais e Currículo
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.