Bertrand.pt - Américo Vespúcio

Américo Vespúcio (eBook)

A História De Um Erro Histórico

de Stefan Zweig 

idioma: Português do Brasil
Editor: Editora Labrador
Edição ou reimpressão: dezembro de 2019
10%
3,99€
Poupe 0,40€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Disponibilidade Imediata
Ebook para ADE

Por que a América se chama América?Por que homenagear Américo Vespúcio se não foi ele o primeiro a pisar em solo do Novo Mundo e se tampouco era considerado o grande navegador da época? Para o austríaco Stefan Zweig, várias coincidências levaram a esse nome. Algumas delas absurdas, outras com certa procedência — tais como uma raríssima obra de apenas 32 páginas intitulada Lettera al Soderini, assinada por Vespúcio, que fazia referência às terras recém-descobertas. O pequeno livreto serviu de guia aos pesquisadores daquele período, de diversas partes do mundo. O tempo se encarregaria do resto. Passou a ser "A carta de Américo Vespúcio", depois "A carta de Américo", "O continente de Américo", e daí para "América" foi mera decorrência. Outros autores não tiveram a mesma condescendência de Zweig. Alguns carregam nas tintas e não se inibem ao chamar Vespúcio de verdadeiro impostor. A verdade é que, ao contrário de outros navegadores, Américo Vespúcio (1454-1512) vinha de uma família que tinha acesso à corte de Florença, na Itália. Era um homem letrado, com conhecimentos de geografia, astronomia e cosmografia. Obteve boa educação, vivendo na França e na Espanha. Em resumo, era uma figura controversa. As polêmicas em torno de seu nome sempre se confundem em datas e localizações, chegando a ultrapassar os mares. Aportam até nós quando de sua passagem pela costa do Brasil, de São Paulo e da região conhecida como São Sebastião, assim denominada pelo navegador florentino Américo Vespúcio.Stefan Zweig (Viena, 28 de novembro de 1881 — Petrópolis, 23 de fevereiro de 1942) foi um romancista, poeta, dramaturgo, jornalista e biógrafo. A partir da década de 1920, tornou-se um dos escritores mais famosos, lidos, vendidos e traduzidos do século XX. Entre suas obras estão Três novelas femininas, Maria Antonieta e o polêmico Brasil, país do futuro.A notícia de sua morte chocou a intelectualidade da época. Suicidou-se com sua segunda esposa e secretária, Charlotte Elizabeth, em Petrópolis, Rio de Janeiro. Durante a Segunda Guerra Mundial, o austríaco refugiou-se no Brasil. Acreditava piamente que aqui, do outro lado do oceano, o mundo estaria a salvo dos horrores nazistas, e a civilização ocidental finalmente sobreviveria. Numa Quarta-Feira de Cinzas, retornou à sua casa, em Petrópolis, depois de passar o feriado de Carnaval no Rio. Foi nesse passeio que caiu em si e entrou em profunda depressão ao constatar que os horrores do nazi-fascismo já haviam estendido seus tentáculos a todos os cantos do mundo. O casal morreu ao ingerir grandes doses de barbitúricos. ARNALDO KLAJN. DOMÍNIO PÚBLICO.José Américo Câmera é jornalista pós-graduado em Jornalismo Comparado Brasileiro, além de arquiteto. Durante vinte anos, circulou pelas grandes redes de televisão brasileiras como pauteiro, repórter, chefe de reportagem, editor, editor-chefe e diretor de jornalismo. Passou pela Rede Globo, Rede Record e Rede Manchete, atual RedeTV! Nessa época, ingressa paralelamente na vida acadêmica, onde leciona na cadeira de Telejornalismo, aos alunos do quarto ano.No início dos anos 2000, deixou a capital e o burburinho das redações, fixando-se no litoral norte de São Paulo. Passou a se dedicar à arquitetura, mas sem abrir mão do compromisso com a informação. Manteve coluna semanal sobre arquitetura e urbanismo no Imprensa Livre, o mais tradicional periódico da região, e, em duas gestões, esteve à frente da diretoria de comunicação na prefeitura de São Sebastião. Nesta empreitada como tradutor, concentrou-se em dois propósitos. O primeiro, acrescentar parcas informações sobre a obscura passagem de Américo Vespúcio pela costa brasileira. O segundo, enaltecer Stefan Sweig, um dos mais renomados autores do século XX no mundo inteiro, lamentavelmente ainda pouco familiar aos brasileiros.

Américo Vespúcio
A História De Um Erro Histórico
ISBN: 9786550440374 Ano de edição ou reimpressão: 12-2019 Editor: Editora Labrador Idioma: Português do Brasil Páginas: 176 Tipo de Produto: eBook Formato: ePUB i Classificação Temática: eBooks  >  eBooks em Português  >  Literatura  >  Biografias

Sugestões

Felipe Neto - A Vida Por Trás Das Câmeras
10%
10% Cartão Leitor Bertrand
3,49€
Pixel
Pep Guardiola
7,49€
(eBook)
Editora Grande Área
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.