Os seis livros na shortlist do Booker Prize, e porque deve lê-los

Por: Beatriz Sertório a 2024-04-10

10%

Not A River
16,28€ 14,65€

10%

Kairos
21,88€ 19,69€
PORTES GRÁTIS

10%

The Details
29,60€ 26,64€
PORTES GRÁTIS

10%

Mater 2-10
21,88€ 19,69€
PORTES GRÁTIS

10%

What I'd Rather Not Think About
12,86€ 11,57€
PORTES GRÁTIS

10%

Crooked Plow
14,15€ 12,74€
PORTES GRÁTIS

20%

Torto Arado
16,60€ 13,28€
PORTES GRÁTIS

Últimos artigos publicados

Os leitores e livreiros Bertrand elegeram os melhores livros de 2023: conheça os vencedores

Os livros do ano 2023 já foram escolhidos pelo júri mais exigente. Leitores e livreiros Bertrand elegeram as obras vencedoras em cada uma das sete categorias que foram a votos: Melhor Livro de Ficção Lusófona, Melhor Livro de Ficção Estrangeira, Melhor Livro de Não Ficção (lusófona e estrangeira), Melhor livro de Poesia, Melhor Reedição de Grandes Obras da Literatura, Melhor Livro Infantil e Melhor BD e Novela Gráfica. 

Estão abertas as votações para a 8.ª edição do Prémio Livro do Ano Bertrand

Já está em marcha a 8ª edição do primeiro prémio literário português atribuído por livreiros e leitores, o Prémio Livro do Ano Bertrand, lançado há oito anos pela Livraria Bertrand. No seguimento desta 8.ª edição, tal como no ano anterior, será atribuído o Prémio Livreiros Bertrand para Autores Lusófonos, elegido pelos Livreiros Bertrand a partir das obras de autores lusófonos mais votadas.

Pode a leitura em voz alta ajudar pacientes com cancro? Um estudo sugere que sim.

Os benefícios da leitura para a nossa saúde são inúmeros e, em situações de doença, pode mesmo oferecer um escape da realidade verdadeiramente terapêutico. No entanto, para muitos pacientes de cancro torna-se uma tarefa quase impossível. O “cancer fog”, também conhecido como confusão mental ou deficiência cognitiva relacionadas com o cancro, é um efeito secundário comum do tratamento que leva muitos pacientes a abandonarem a leitura numa altura em que os seus benefícios poderiam ser especialmente úteis. 

Já são conhecidos os seis finalistas da edição de 2024 do Booker Prize e entre eles encontra-se um autor lusófono. Itamar Vieira Junior, autor vencedor do Prémio Leya 2018 e do Prémio Oceanos 2020 pela obra Torto Arado, figura de uma lista de quatro mulheres e dois homens, de países tão distantes quanto a Argentina, a Alemanha, a Suécia, a Coreia do Sul, os Países Baixos, e o Brasil. O que os une? Uma abordagem “implicitamente optimista” à literatura e a possibilidade de ganhar um prémio de 50 mil libras, repartido em partes iguais pelo autor e pelo tradutor.

Os seis livros da lista de finalistas foram escolhidos por um painel de jurados composto pela radialista e jornalista canadiana Eleanor Wachtel, como presidente, a poetisa premiada Natalie Diaz, o romancista internacionalmente aclamado Romesh Gunesekera, o artista visual William Kentridge, e o escritor, editor e tradutor Aaron Robertson. A seleção foi feita a partir de uma seleção de 149 livros publicados entre 1 de maio de 2023 e 30 de abril de 2024, sendo que a obra vencedora será anunciada no próximo dia 21 de maio. Fique a conhecer cada uma das seis obras finalistas e as razões pelas quais os jurados acreditam que cada uma delas merece esta distinção.


Not a River, de Selva Almada

O terceiro romance desta autora argentina conta a história de dois amigos, Enero e El Negro, que levam Tilo, o filho adolescente de Eusebio, seu amigo recentemente falecido, para pescar no rio Paraná. Enquanto bebem, cozinham, conversam e dançam, tentam superar os fantasmas do passado e do presente: o humor alterado pelo vinho e pelo torpor. Traduzida por Annie McDermott, esta narrativa que flui como a água, reflete sobre o amor entre amigos, o amor de uma mãe pelas suas filhas, e o amor dos ilhéus pelo seu rio, bem como por tudo o que nele habita, resultando num romance de uma sensibilidade ímpar que prende o leitor até à última página. Para além de finalista do Booker Prize, foi também considerado um dos melhores livros de 2020 para os jornais Clarín e La Nación.

O júri recomenda Not a River porque: “O crescente antagonismo dos habitantes locais em relação aos três pescadores, que são vistos como intrusos no seu espaço, mantém-nos em suspense a cada página. Sabemos que algo de mau vai acontecer, mas não conseguimos antecipá-lo, até que acontece.”


Kairos, de Jenny Erpenbeck

Kairos é o quarto romance da alemã Jenny Erpenbeck, vencedora do Independent Foreign Fiction Prize em 2015. Traduzido por Michael Hofmann, acompanha Katharina, uma estudante de 19 anos que se envolve romanticamente com um escritor muito mais velho durante uma altura atribulada da História Mundial. Passado durante os últimos três anos da década de 1980, com a Alemanha de Leste como cenário, esta história complexa de um caso amoroso atormentado, evoca a sísmica transformação política do período imediatamente antes e após a queda do Muro de Berlim.

O júri recomenda Kairos porque: “Em frases fluidas e musicais, Erpenbeck aproxima o leitor das suas personagens e das exigências complexas que enfrentam. São dramas do corpo, mas também dilemas morais e políticos, todos levados a um ponto de crise.”


The Details, de Ia Genberg

Em The Details, a multipremiada autora sueca Ia Genberg procura responder à seguinte pergunta: Quem é o verdadeiro sujeito de um retrato, a pessoa que está a ser pintada ou a que segura o pincel? Nele, um famoso radialista escreve uma carta de amor esquecida; um amigo desaparece abruptamente; um amante deixa algo inesperado para trás; uma mulher traumatizada é consumida pela sua própria ansiedade. Traduzido por Kira Josefsson, este romance construído em torno de quatro retratos, revela os fragmentos de memória e experiência que compõem uma vida. Escrito numa prosa estimulante e provocadora, é uma celebração íntima e poderosa do que significa ser humano.


O júri recomenda The Details porque: “Ia Genberg lança um feitiço neste romance através de uma voz calma mas determinada, que nos arrasta para um mundo de relações íntimas e difíceis que lhe irá parecer seu.”
 

Mater 2-10, de Hwang Sok-Yong

Nomeado pela segunda vez para o Booker Prize, o autor sul-coreano Hwang Sok-Yong conta já com quase uma dezena de livros traduzidos para inglês e vários prémios literários. Em Mater-2-10, com Seul contemporânea como cenário, um trabalhador despedido encena uma concentração de meses no topo da chaminé de uma fábrica de dezasseis andares. Durante as noites longas e solitárias, conversa com os seus antepassados, refletindo sobre o sentido da vida, e a sabedoria transmitida pelas gerações. Traduzido por Sora Kim-Russell e Youngjae Josephine Bae, esta obra-prima que demorou trinta anos a ser construída, retrata vividamente as lutas dos coreanos comuns, desde a era colonial japonesa até ao século XXI.

O júri recomenda Mater 2-10 porque: “Há outro livro na lista de finalistas em que um muro cai e um país separado é reunificado, mas no caso de Mater 2-10, Hwang Sok-yong conta a história de uma nação ainda desligada, e conta-a com não menos amor e prazer, humor e cuidado, do que uma história que termina em triunfo. O triunfo aqui não é marcado pela história em si, mas manifesta-se na riqueza dos antepassados, homens e mulheres, e nos seus pequenos ou grandes sacrifícios e triunfos que constroem as coisas pelas quais lutamos nas nossas comunidades e sociedades de hoje.”


What I’d Rather Not Think About, de Jente Posthuma

E se uma metade de um par de gémeos já não quiser viver? E se a outra não conseguir viver sem ela? É esta a questão que está no centro de What I'd Rather Not Think About, o terceiro romance da holandesa Jente Posthuma, traduzido por Sarah Timmer Harvey. Neste livro enganadoramente simples, a narradora conta a história de um irmão depressivo, vista da perspetiva da irmã que o ama e se ressente do gémeo, que se esforça por compreender. Escrito em vinhetas breves e precisas, cheias de uma melancolia suave e de um humor surpreendente, é uma viagem profundamente comovente através das vidas entrelaçadas de gémeos que lutam com as complexidades da identidade, da perda e dos laços não ditos que nos definem.

O júri recomenda What I’d Rather Not Think About porque: “A exploração crua de uma relação entre gémeos, aliada a uma rara autenticidade na descrição do processo de luto, proporciona uma narrativa que é ao mesmo tempo singularmente perspicaz e terna na sua humanidade.”


Crooked Plow, de Itamar Vieira Junior

Crooked Plow é o título em inglês de Torto Arado, o romance de estreia do autor brasileiro Itamar Vieira Junior que já lhe valeu os prémios Leya 2018 e Oceanos 2020. Traduzido para inglês por Johnny Lorenz, conta a história das irmãs Bibiana e Belonísia, filhas de trabalhadores de uma fazenda no Sertão da Bahia, descendentes de escravos para quem a abolição nunca passou de uma data marcada no calendário. Numa trama tecida de segredos antigos que têm quase sempre mulheres por protagonistas, e à sombra de desigualdades que se estendem até hoje no Brasil, é um romance polifónico belo e comovente que conta uma história de vida e de morte, combate e redenção, a partir de personagens que atravessaram o tempo sem nunca conseguirem sair do anonimato.


O júri recomenda Crooked Plow porque: “O mergulho profundo do romance nas comunidades quilombolas do Brasil oferece uma janela única para um mundo onde o legado de resistência e a luta pelo direito à terra se entrelaçam nas narrativas pessoais e coletivas das suas personagens, uma perspetiva raramente captada com tanta intimidade e autenticidade.”
 

X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.