Chico Buarque vence prémio Camões 2019

Por: Sónia Rodrigues Pinto a 2019-05-22 // Coordenação Editorial: Marisa Sousa

Chico Buarque

Chico Buarque

Francisco Buarque de Hollanda, mais conhecido como Chico Buarque, nasceu no Rio de Janeiro em 1944. Compositor, cantor e ficcionista, é um dos mais célebres e admirados artistas de língua portuguesa.

Publicou várias peças de teatro, entre as quais a Ópera do Malandro, e uma novela antes de se estrear no romance, em 1991, com Estorvo, pelo qual recebeu o Prémio Jabuti. Seguiram-se Benjamim (1995), Budapeste (2003) e Leite Derramado (2009), estes últimos distinguidos com o Prémio Jabuti para melhor romance do ano. Seguiram-se os romances O Irmão Alemão (2014) e Essa gente (2019).

Todos os seus romances estão publicados em Portugal pela Companhia das Letras, assim como Tantas Palavras, um livro que reúne todas as suas letras acompanhadas por um retrato biográfico escrito por Humberto Werneck. Em 2019 Chico Buarque viu a sua obra literária reconhecida pelo Prémio Camões, a mais alta distinção para autores de língua portuguesa.

VER +

10%

Tantas Palavras
23,90€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

Leite Derramado
14,95€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

O músico e escritor Chico Buarque é o vencedor do Prémio Camões 2019. O anúncio foi feito durante um evento na sede da Biblioteca Nacional do Brasil, esta terça-feira, no Rio de Janeiro. O artista brasileiro garante estar “muito feliz e honrado de seguir os passos de Raduan Nassar“, o seu compatriota distinguido com o prémio em 2016.

Buarque já havia sido distinguido com o prémio Jabuti, em 1992, o mais importante prémio literário no Brasil, pelos seus romances Estorvo, Leite Derramado e Budapeste. Para além disso, é também autor de alguns dos mais icónicos discos brasileiros da segunda metade do século XX.

O seu mais recente livro editado em Portugal, Tantas Palavras, reúne todas as suas letras escritas por si, desde Tem mais samba (1964), que ele considera ser o marco zero da sua carreira.
 

 

O Prémio Camões de literatura em língua portuguesa foi instituído por Portugal e pelo Brasil em 1988, com o objetivo de distinguir um autor “cuja obra contribua para a projeção e reconhecimento do património literário e cultural da língua comum“.

Foi atribuído pela primeira vez, em 1989, ao escritor Miguel Torga. Em 2018, o prémio distinguiu o escritor cabo-verdiano Germano Almeida. A história do galardão conta apenas com uma recusa, a de Luandino Vieira, em 2006.

Chico Buarque foi escolhido pelos jurados Clara Rowland e Manuel Frias Martins, professores universitários indicados pelo Ministério Português da Cultura; pelo ensaísta Antonio Cícero Correia Lima e pelo professor António Carlos Hohlfeldt, indicados pelo Governo brasileiro; pela professora angolana Ana Paula Tavares e pelo professor moçambicano Nataniel Ngomane.

X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.