Manhã Submersa
Edição/reimpressão:
Páginas:
192
Editor:
Quetzal Editores
ISBN:
9789725647400
20%
€15,50
Ganhe €3.1
Normalmente segue para o correio em 24 horas
 

Sinopse

O despertar para a vida de uma criança, entre a austeridade da casa senhorial de D. Estefânia, a sensualidade da sua aldeia natal e o silêncio das paredes do seminário. Um jovem seminarista de 12 anos, é obrigado a ir para o seminário. E a história desenrola-se em torno das vivência e sentimentos que o jovem seminarista vai experimentando. Num ambiente negro, triste, ríspido e severo do seminário, o jovem descobre-se e descobre o mundo que o rodeia: a repressão na educação, a pobreza da sua terra, as desigualdades sociais, o desejo do seu corpo, a camaradagem, a amizade, o amor.
Manhã Submersa de Vergílio Ferreira
Excerto
«E tomei uma bomba, e cheguei fogo ao rastilho, e esperei. A chama fervia pelo rastilho dentro, aproximava-se vertiginosamente da bolsa de pólvora. Uma placa de aço incandescente colava-se-me, por dentro, ao osso da fronte, queimava-me os olhos uma ácida lucidez. Eu estava sozinho, diante de mim e do mundo, perdido no súbito silêncio em redor. Mas no instante-limite da explosão, no ápice infinito em que tudo iria acontecer, um impulso absurdo, vindo não sei de que raízes, fez-me arremessar a bomba. Ou talvez que não houvesse impulso algum e tudo seja apenas, ainda agora, uma incrível fímbria de receio de que não cumprisse o meu propósito até ao fim.»

comentários

Coloque aqui o seu comentário - Manhã Submersa
Nome:
Título do comentário
Comentário
 
 
 
 
 
* campos de preenchimento obrigatório
 

Autor


Romancista e ensaísta português, natural de Melo (Gouveia), nasceu em 1916 e morreu em 1996. Estudou no Seminário do Fundão, licenciou-se em Filologia Clássica na Universidade de Coimbra e exerceu funções docentes no Ensino Secundário. Notabilizou-se no domínio da prosa ficcional, sendo um dos maiores romancistas portugueses deste século.
Literariamente, começou por ser neo-realista (anos 40), com "Vagão Jota" (1946), "Mudança" (1949), etc. Mas, a partir da publicação de "Manhã Submersa" (1954) e, sobretudo, de "Aparição" (1959), Vergílio Ferreira adere a preocupações de natureza metafísica e existencialista. A sua prosa, que entronca na tradição queirosiana, é uma das mais inovadoras dos ficcionistas deste século.
O ensaio é outra das grandes vertentes da sua obra que, aliás, acaba por influenciar a sua criação romanesca. Temas como a morte, o (...)

Bibliografia

2014
Âncora Editora
2014
Quetzal Editores
2013
Quetzal Editores
2012
Quetzal Editores
2012
Quetzal Editores
2011
Quetzal Editores
2011
ACANTILADO

Características

Manhã Submersa de Vergílio Ferreira

Ano de edição ou reimpressão: 2011

Editor: Quetzal Editores

Dimensões: 152 x 231 x 30 mm

Encadernação: Capa mole

Páginas: 192


Tipo de Produto: Livro

Classificação Temática:

Livros em Português
Literatura > Romance


Manhã Submersa
 

Do mesmo autor

Máximas e Reflexões
Paulo Neves da Silva 
Vergílio Ferreira 
Vergílio Ferreira 

Veja outros titulos do tema

Pedro Chagas Freitas 
José Rodrigues dos Santos 
Trilogia O Século - Livro 3
Ken Follett 
Preços, descontos e ofertas válidos apenas online
|   Condições gerais de venda   |   Compras 100% seguras   |   Política de Privacidade   |   Ajuda    |   Recrutamento   |
©2013 Grupo Bertrand Círculo. Todos os direitos reservados, Lisboa, Portugal