O Mal de Montano
Edição/reimpressão:
Páginas:
314
Editor:
Editorial Teorema
ISBN:
9789726955917
10%
€19,90
Ganhe €1.99
Normalmente segue para o correio em 24 horas
 

Sinopse

Prémio Nacional da Crítica
Prémio Herralde
Prémio femina para o Melhor Romance Estrangeiro (França)
O Mal de Montano de Enrique Vila-Matas
Críticas de imprensa
"[...] uma espécie de herdeiro legítimo de Jorge Luis Borges. [...] Vila-Matas é alguém que olha sempre o mundo a partir da literatura, dos seus arquétipos, sortilégios e maldições. Nunca porém terá levado a sua ambição tão longe como neste fabuloso O Mal de Montano, que recebeu em Espanha o Prémio Nacional da Crítica e o Herralde, para além do Femina para o Melhor Romance Estrangeiro publicado em França. O mal de Montano do título não é mais do que a doença da literatura, a incapacidade de viver fora da órbita do que é literário. [...] Estamos perante um romance sui generis, uma espécie de aproximação ao utópico livro total. [...] No fim, transformado na figura de Walser, caminhando na neve e na bruma diante do abismo, o narrador descobre que a sua doença - a ameaçada literatura - é talvez a única salvação que nos resta. E Vila-Matas, solipsista magnífico e genial, com o seu impecável estilo de Flaubert pós-moderno, sabe dizê-lo como mais ninguém."
José Mário Silva, Diário de Notícias

"Autoficcional, mais do que autobiográfico, O Mal de Montano é uma declaração de amor à literatura, tão incondicional que nele se poderá ter escrito a frase que aparece em Bartleby & Companhia: ' Eu achava que queria ser poeta, mas no fundo queria ser poema'."
Ana Cristina Leonardo, Expresso, Actual

"Em 'O Mal de Montano', Enrique Vila-Matas reinventa o mito do Quixote: D. Alonso, de muito ler romances de cavalaria, convence-se que é o cavaleiro Quixote de La Mancha. Rosario Girondo, obcecado pela literatura, chega a considerar-se 'um manuscrito' e inclusive iniciar um combate contra 'os inimigos do literário', por exemplo umas toupeiras alojadas na montanha do Pico, empenhadas em dar cabo da literatura."
Ana Sá Lopes, Público, Mil Folhas

comentários

Coloque aqui o seu comentário - O Mal de Montano
Nome:
Título do comentário
Comentário
 
 
 
 
 
* campos de preenchimento obrigatório
 

Autor


Enrique Vila-Matas nasceu em Barcelona em 1948. Em 1968 foi viver para Paris, auto exilado do governo de Franco e à procura de maior liberdade criativa. O apartamento onde se instalou foi-lhe alugado pela escritora Marguerite Duras. Durante esse anos subsistiu realizando pequenos trabalhos como jornalista para a revista "Fotogramas", e chegou a colaborar como figurante num filme de James Bond.
Vila-Matas publicou o seu primeiro livro, "La Asesina Ilustrada", em 1977, e desde então não mais deixou de escrever porque, de acordo com o que o próprio afirmou, "escrever é corrigir a vida, é a única coisa que nos protege das feridas e dos golpes da vida."
Com a publicação de "História Abreviada da Literatura Portátil" começou a ser reconhecido e admirado no âmbito internacional, especialmente nos países latino-americanos e Portugal.
As suas obras são uma mescla de (...)

Bibliografia

2014
Assírio & Alvim
2014
VINTAGE
2014
CHRISTIAN BOURGOIS
2014
DEBOLSILLO
2013
DEBOLSILLO

Características

O Mal de Montano de Enrique Vila-Matas

Ano de edição ou reimpressão: 2004

Editor: Editorial Teorema

Dimensões: 167 x 233 x 19 mm

Encadernação: Capa mole

Páginas: 314


Tipo de Produto: Livro

Classificação Temática:

Livros em Português
Literatura > Romance


O Mal de Montano
 

Do mesmo autor

Enrique Vila-Matas 
Enrique Vila-Matas 
Enrique Vila-Matas 

Veja outros titulos do tema

Susie Poole 
Preços, descontos e ofertas válidos apenas online
|   Condições gerais de venda   |   Compras 100% seguras   |   Política de Privacidade   |   Ajuda    |   Recrutamento   |
©2013 Grupo Bertrand Círculo. Todos os direitos reservados, Lisboa, Portugal